Cafeina realmente é necessaria para seu treino ?

Cafeina realmente é necessaria para seu treino ?

A cafeína hoje é uma droga / suplemento bastante presente na vida dos corredores assim como em todos os praticantes de atividade física.

A minha intenção é mostrar os benefícios e efeitos não tão desejados que esse nutriente pode trazer se seu uso for de forma incorreta .

 

São apenas 09:00hs da manhã de uma segunda-feira, o homem entra no consultório para uma consulta de rotina e percebo que seu tremor em ambas as mãos não é normal. Pergunto se está tudo bem e a resposta é uma só: Deve ter sido a cafeína que consumi hoje antes do treino !

 

Hoje muito comum como estimulante em praticantes de atividade física e principalmente no mundo das corrida é o uso da cafeína. Porém vamos lá : ela pode ter efeitos positivos e negativos.

 

A cafeína representa hoje uma das substâncias mais utilizada em produtos emagrecedores, uma droga totalmente eficaz na aceleração do metabolismo e consequentemente da lipólise. Essa quebra de triacilglicerol proveniente do tecido adiposo é resultante do estímulo dado ao organismo para o aumento de energia. Os triacilglicerois são catabolizados em ácidos graxos e gliceróis, dando origem ao ATP e consequentemente, energia. A cafeína é capaz de atuar no emagrecimento e também no aumento da energia.

Esta substância já foi muito estudada desde sua proibição até a legalização e hoje encontramos uma base científica muito ampla para pesquisa desta. A cafeína não deve ser utilizada por praticantes de academia, sendo recomendada apenas para atletas de alto padrão, aqueles que dedicam grande parte da sua rotina aos treinos.

Devemos ficar atentos quanto à administração dela, pois o mau uso pode causar sérios efeitos colaterais à saúde ou até mesmo prejuízo nas atividades esportivas. Bastante similar à anfetamina e cocaína, a cafeína vicia e por isso é indicado o acompanhamento de um profissional da área da nutrição. Conheça os efeitos causados por essa substância que pode ser milagrosa, como também altamente prejudicial.

 

Como Benefícios:

Atua em diversos processos benéficos no organismo. Sabemos hoje que a cafeína pode ser utilizada com o propósito de melhorar o desempenho tanto em exercícios aeróbicos, quanto nos anaeróbicos. O combate à fadiga representa um dos principais efeitos positivos desta droga, seguido da resistência. O aumento da concentração é outro ponto chave para o sucesso na realização das atividades que requerem uma atenção maior.

Representa um vasodilatador e diurético natural, fazendo com que ocorra um ganho maior de energia e uma eliminação de líquidos em excesso no organismo. Além disso, como já foi dito: a cafeína é um ótimo estimulante que atua de forma simples e eficaz para que ocorra o emagrecimento.

Ainda, a cafeína é conhecida para aumentar a circulação do glicogênio pelo corpo, o que ajuda facilitando o esforço durante os percursos realizados. Por último, outro benefício que o elemento pode trazer é de interesse de muitas pessoas por aí: se o objetivo é a perda de peso, essa substância também pode ser eficaz, pois acelera o metabolismo (o que aumenta a termogênese), auxilia na quebra da gordura, favorecendo a eliminação de excessos e, consequentemente, dando um empurrãozinho na perda dos quilinhos extras.

 

Como malefício:

Quando utilizada de forma incorreta, a cafeína causa uma série de prejuízos no organismo, dentre eles irritabilidade, tremores, dores de cabeça, úlceras e ate mesmo gastrites nervosas.

Quando utilizada por um longo período e interrompida de forma abrupta, a cafeína causa dores de cabeça e em casos mais graves a depressão. Alguns organismos são intolerantes à cafeína.

Ainda, seu consumo excessivo pode causar sintomas de ansiedade, nervosismo, insônia e, até mesmo, arritmias cardíacas e perda de memória.

Outro efeito comumente percebido é no que se refere à temperatura corporal: quando ela está muito elevada, pode ocorrer um prejuízo no desempenho dos corredores durante as provas. Ou seja, efeito contrario do que se busca.

 

Entenda:

Dependência. A cafeína é como muitos outros vícios e se tentar deixar ou cortar na quantidade que consome, o mais certo é sofrer com esta redução – dores de cabeça, desejos, sonolência, falta de concentração… Por que tornar-se dependente de uma bebida?

Desidratação. A cafeína é um diurético, por isso, o seu organismo perde bastante água depois do consumo de cada chávena de café.

A “queda” pós-cafeína. A energia inicial proporcionada por um café forte pode ser maravilhosa, mas o que acontece quando passa esse efeito? Depois de se estar com a energia em alta, ela desce tão rápida como uma montanha-russa, deixando-nos de rastos. E combater isso com mais cafeína pode não ser a melhor solução.

 

Como a cafeína pode ser substituída? Alimentos que estimulam.

 

Em primeiro lugar vale lembrar que todo o uso de estimulantes e suplementos deve ser prescrito por medico ou nutricionista, nada de sair por ai comprando e consumindo suplementos que não conhece. O que pode ser bom para seu amigo nem sempre fará efeito benéfico no seu organismo.

 

Guaraná em pó : Guaraná: O guaraná é fonte de cafeína um estimulante do sistema nervoso. Usado com moderação ajuda a melhorar o ânimo e a disposição. Pode ser adicionado em sucos e vitaminas.

Açaí: O açaí é uma fruta típica brasileira, rica em carboidratos, que fornecem a energia necessária para o bom funcionamento do nosso organismo. Além disso, é fonte de gorduras insaturadas, que auxiliam no controle da pressão arterial e do colesterol, e é rica em vitaminas C, B1, e B2 e antioxidantes.

 

Chá verde: Bebida de baixa caloria e com cafeína, que acelera o metabolismo e aumenta o uso da gordura como fonte de energia. Porem cuidado, trata se de um estimulante mais forte e seu consume deve ser acompanhado pela nutricionista

 

Capsiate: ou pimenta Vermelha: 3 a 4g por dia em temperos em pratos quentes e saladas. Estimulante, aumenta a salivação, estimula a secreção gástrica e a mobilidade intestinal. Alguns estudos mostram redução na ingestão alimentar e aumento do gasto energético após as refeições que contenham pimenta. Se você é do tipo que não gosta do sabor, uma dica: ela pode ser prescrita sob a orientação nutricional em capsulas, efeito termogenico excelente.

 Todos esses alimentos podem ser prescritos em forma de suplementos conforme a necessidade de cada atleta. E ou associado a outros componentes e vitaminas e ate mesmo para o desmame ou redução da cafeína.

 O ideal é fazer um acompanhamento individualizado com a nutricionista.

 ##bons treinos

 

Bianca Passos é Nutricionista Clínica, Esportiva e Funcional             (Instagram: @biancapassosnut; Facebook: Bianca Passos)

 

Compartilhe: Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Email this to someone

Comentários

  1. Perfeita a matéria!!!

  2. Li enquanto tomava um cafezinho! O que faço sem nenhuma segunda intenção como estimulante ou com foco em treinos, apenas pelo prazer. Tomo, em média, uma xícara pequena de café por dia. Mas é sempre bom ficar alerta. Excelente artigo!!!

  3. Top

Deixe seu comentário

Avalie este evento:
Classifique:


O seu endereço de e-mail não será publicado.